sei_o_que_estou_a_comer

INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES

Nos últimos 15 anos os casos de alergias e intolerâncias alimentares a nível mundial duplicaram, afetando uma percentagem cada vez maior da população.

O QUE É UMA INTOLERÂNCIA ALIMENTAR?

Uma intolerância alimentar é uma reação adversa do nosso organismo face à ingestão de um alimento ou componente de um alimento, porque não o pode digerir corretamente. Essa alteração pode ser genética, e apresenta-se desde o nascimento, ou pode ser adquirida ao longo dos anos.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS?

As duas principais intolerâncias alimentares são:

A intolerância ao glúten (ou doença celíaca): A pessoa com intolerância ao glúten, também chamada celíaca, sofre uma lesão na mucosa do intestino delgado causada por uma absorção inadequada do glúten (proteína existente em alguns cereais como o trigo, o centeio, a cevada e a aveia).

Os principais alimentos onde se pode encontrar o glúten são farinha, bolos, massa, massas (de pão, folhada, pizza, etc.), bechamel, caldos em cubos, pão ralado, enchidos, queijos fundidos, rebuçados, gomas, chocolates, gelados, etc.

A intolerância à lactose: A pessoa intolerante à lactose (açúcar presente no leite) produz pouca ou nenhuma quantidade da enzima lactase, o que impede o metabolismo e a digestão da lactose, produzindo um quadro de sintomas gastrointestinais.

Os principais alimentos onde se pode encontrar a lactose são os produtos lácteos (gelados, batidos, pudins, etc.), pastéis e bolos, pão de forma, rebuçados, chocolate, turrões, sopas, molhos, croquetes, enchidos, etc.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Os sintomas de uma intolerância alimentar aparecem lentamente e são principalmente digestivos: náuseas, diarreias, dores intestinais, cólicas e dores de cabeça, entre outros. No início estes sintomas não são normalmente associados aos alimentos que foram ingeridos várias horas antes, pelo que é normal continuar a consumir estes alimentos, podendo provocar um distúrbio gastrointestinal mais ou menos grave.

O QUE POSSO FAZER PARA EVITAR ESSES SINTOMAS?

As pessoas com intolerância ao glúten e/ou à lactose devem evitar o consumo de alimentos que contenham estas substâncias. Por isso é essencial que escolham com cuidado os alimentos que compram, tentando adquirir aqueles dos quais conste especificamente a informação “sem glúten” e “sem lactose”.

O QUE SIGNIFICA A INFORMAÇÃO DE PRODUTO SEM GLÚTEN E/OU SEM LACTOSE?

Nos alimentos dos quais consta a informação “sem glúten”, a regulamentação em vigor estabelece que não podem ter um teor de glúten superior a 20 mg/kg. No entanto, para a informação de alimentos “sem lactose” não existe atualmente na Europa uma normativa reguladora que fixe o teor máximo, embora normalmente se aceite como referência um teor de lactose inferior a 100 mg/kg.

QUAIS AS INFORMAÇÕES QUE CONSTAM DA ROTULAGEM DO PRODUTO?

Os alimentos embalados devem fornecer informação sobre a presença de agentes que possam causar alergias ou intolerâncias alimentares. Estas substâncias devem ser claramente mencionadas em destaque na lista de ingredientes do produto. Na ausência de uma lista de ingredientes, deve-se incluir a informação “contém” seguido da substância alergénica (glúten, lactose, etc.). Além disso, qualquer estabelecimento que sirva alimentos que não estejam embalados deve fornecer informação ao consumidor sobre este aspeto.

COMO FAZEMOS NA RIVERO? O NOSSO COMPROMISSO COM A SUA SAÚDE E BEM-ESTAR

Na Rivero estamos sensibilizados com o aumento do número de casos diagnosticados de alergias e intolerâncias alimentares na população, pelo que toda a nossa gama de produtos é feita sem gluten e sem lactose, e a referida informação consta de forma bem visível nos rótulos de todos os nossos produtos. Assim, podemos garantir o consumo seguro de qualquer produto da Rivero para as pessoas celíacas e intolerantes à lactose.

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies